Conjunções e locuções conjuntivas

Complete, adequadamente, o texto a seguir com as conjunções indicadas.

 

­­_______ o senso popular, a educação é o bem maior que uma nação pode dar aos seus filhos. ___________, ______________ isso seja verdade, a pátria mãe brasileira não cumpre o seu papel.

Nos últimos anos o representante mor deste país alardeava, aos quatros ventos, que estamos economicamente resolvidos, justificando, assim, o empréstimo de dinheiro a países pobres, distribuindo dinheiro público sob o codinome “bolsa”. _________, e a educação brasileira? Como fica? ____________ há fundos sobejando, que ações realmente efetivas foram tomadas ______________ se solucionassem os problemas da educação?

_____________, acreditarei que temos uma pátria benevolente, uma mãe pátria, ____________ ela de fato agir ____________ deve, ou seja, promover o conhecimento, a estruturação educacional, a valorização do magistério. ____________ contrário, a meu ver, nossa real situação é de orfandade.

 

 Para que, mas, no entanto, quando, caso, logo, se, segundo, ainda que, como.

Interpretação de texto

Leia os textos dos endereços a seguir e faça o que se pede.

1 – “José gosta muito de leitura”

A) Quem é personagem principal dessa história?

B) Qual é o assunto abordado nela?

C) Por que o personagem principal gostava de ler?

D) Por que as pessoas gostavam das obras de José e Ceará?

E) O que aconteceu com eles no fim da história?

F) Faça um resumo da história.

G) O que mais gostou no texto?

H) A palavra “isso” no quarto verso da primeira estrofe remete a quê?

2 – “O Assassinato da Mulher Desconhecida”

A) Quem é personagem principal dessa história?

B) Qual é o assunto abordado nela?

C) Dê características aos personagens principais.

D) O assassino estava arrependido do crime?

E) Por que motivo ele o cometeu?

F) O que mais gostou no texto?

O ensinamento

A) Quem é personagem principal dessa história?

B) Qual é o assunto abordado nela?

C) Dê características aos personagens principais.

D) Que mensagem é passada na história.

E) O que mais gostou no texto?

f) Com que condições as meninas aceitaram ensinar a filhas do fumaça e Palhaça?

G) No terceiro verso da primeira estrofe, a palavra “ela” se refere a quem?

H) No quarto verso o termo “suas”  aponta para quem?

I) O termo “pois” no quarto verso da terceira estrofe indica:

a – Tempo

b – Alternância

c – Explicação

d – Comparação

j) Nos versos “Imaginem só o circo passando,
As pessoas rindo e vocês brilhando!”

Expressam que

a – Ser educado é motivo de risos

b – Ter educação causa boa impressão

c – Quem ri é educado.

d – Os amigos queriam que as pessoas rissem do Fumaça e Palhaça.

Análise de textos 1

Lei os textos e responda.

Texto 1

Quadrilha

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos, Teresa para o
convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto
Fernandes
que não tinha entrado na história.

(Carlos Drummond de Andrade)

Texto 2

MEUS AMORES

Zenaide Steiner –
Houve um tempo em que  eu não sabia que existia o amor, para mim nada fazia sentido.
Meu coração parecia vazio diante de tanta tristeza.  Procurava em todo lugar, mas minha busca era em vão tentei me matar  diante dessa desilusão. Me entregava de corpo e alma, vendando os olhos para não sofrer. Até então não conhecia o amor.
Perguntava a Deus  quando encontraria o meu verdadeiro amor? Foi quando o tempo, “o senhor da rasão”, me deu  a resposta que tanto esperava, a solução para minha depressão.
Presenteada por Deus tive dois lindos anjos um casal de filhos que tanto sonhei e que hoje me fazem a mulher  mais feliz da face da terra!
Aprendi  que o amor não se adquire mas ele  nasce de dentro da gente.

(http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/jv/jv6/narrati.html)

Texto 3

ESTAMOS COM FOME DE AMOR!!!!
Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: “Digam o que disserem, o mal do século é a solidão” Pretensiosamente digo que
assino em baixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias. Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros etransparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhase saem sozinhas.

Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam,alcançaram sucesso profissional e, sozinhos. Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos “personal dance”, incrível. E não é só isso não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?

Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão “apenas” dormirem abraçados, sabe essas coisas simples queperdemos nessa marcha de uma evolução cega. Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção.

Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a “sentir”, só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós.

Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site derelacionamentos ORKUT, o número que comunidades como: “Quero um amor pra vida toda!”, “Eu sou pra casar!” até a desesperançada “Nasci praser sozinho!”

Unindo milhares ou melhor milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.

Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos acada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essaverdade de cara limpa.

Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega. Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, “pague mico”, saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso à dois.

Quem disse que ser adulto é ser ranzinza, um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: “vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida”.

Antes idiota que infeliz!

(Arnaldo Jabor)

Fonte: http://mariocortezportugues.spaceblog.com.br

a) Classifique, respectivamente, os textos acima em, Argumentativo, Poético e Narrativo.
b) Escreva qual é o assunto abordado em cada texto.
c) Quantas estrofes e quantos versos há no texto poético?
d) No texto narrativo, o narrador participa da história? Quem é o personagem principal? Há algum secundário? Qual?
e) Qual é o ponto de vista do autor do texto argumentativo sobre o assunto que ele aborda? Diga em que parágrafo pode-se verificar sua resposta.
f) Que argumentos ele usa para defender sua ideia? Comprove exemplificando com uma parte do texto ou apontando o parágrafo.

Artigo de Opinião 3 – Análise 2

PENA DE MORTE NO BRASIL PARA CRIMES HEDIONDOS

Na minha opinião, a pena de morte, não deve ser implantada no Brasil, é um critério de punição muito severo, é um poderio do qual homem nenhum deveria utilizar.

É indiscutível o pensamento “violência gera violência”, quem somos para colocarmos um fim na vida de um ser humano, por piores atrocidades que possam ter cometidos?

Porém há opiniões contrárias a minha, que acreditam na pena de morte como única alternativa para crimes hediondos, valendo-se do pensamento ” olho por olho, dente por dente”.

No entanto, tenho comhecimentos em alguns casos de crimes hediondos em que foram feitas tentativas de recuperação ao criminoso, houve melhoras significativas, portanto, dar uma segunda chance, seria uma ação humana admirável.

Enfim, não temos o poder de dar vida às pessoas, muito menos de tirá-la, por piores que sejam os crimes, eu acredito que no máximo a prisão perpétua, deveria ser a sentença de um acusado.


A) Qual é o assunto sobre o qual o autor do texto opina?
B) Qual seu ponto de vista? Em que parágrafo pode ser encontrado?
c) Que fatores utiliza para explicar, defender o que pensa?
d) Que elementos  utiliza para conectar as ideias?
e) A expressão “No entanto”, no quarto parágrafo, liga ao anterior indicando:
I – Comparação        II- Consequência         III- Oposição             IV- Causa          V- Adição

Conjunções – Exercício 2

No texto abaixo, localiza as conjunções informando que sentido estabelecem ao conectar as orações.

Sempre que encontro com minhas amigas é uma festa. Mesmo que fiquemos alguns dias sem nos vermos, sentimos como se houvesse anos de desencontro.  Sorrimos, falamos por horas a fio, divertimo-nos tanto que ao fim do dia ficamos exaustas. A nossa amizade é tão forte que, se ficarmos mais de uma semana sem trocar palavras, imaginamos que há algo errado.

Quando alguma de nós adoece, então, é sofrimento único.  Caso demore a recuperação, a preocupação abate a todas. Cada uma é como a outra em vários aspectos. Por exemplo, Daniela é tão perfeccionista quanto Maria Júlia; Yony odeia chocolate como Adriene. Já Thaynara fala pelos cotovelos como Bianca. Ah!  Mas existem as diferenças!  Michele, ainda que minúscula, consegue ser mais baixa que Karla. Já Jaquiline come menos que Janaína, porque esta devora um prato como um leão; Stephanne é mais aplicada em suas tarefas do que Ediane.

Nós nos conhemos na quinta série. Foi amor à primeira vista. Logo que sentamos próximas umas das outras houve uma química.  Passamos horas trocando ideias sobre diversos assuntos comuns de sorte que  a amizade começou naquele dia, naquela sala, naquela chata aula de português.

Conjunções – Exercício 1

Complete com as conjunções adequadas as lacunas dos períodos abaixo.

a) Os novos candidatos seriam admitidos                    tivessem encaminhado, em tempo hábil, os documentos exigidos para a inscrição.

b) Os acontecimentos se agravaram                               perdemos a perspectiva de julgá-los com segurança.

c)                             o cliente retorne, deves tentar convencê-lo de que o barato sai quase sempre mais caro.

d)                               o cliente retornar, será mais fácil convencê-lo de que a compra do novo carro é bom negócio.

e) Você poderá oferecer a máquina por preço inferior,                             a transação continue vantajosa para a firma.

f) O capitão só deixará o navio,                            todos os tripulantes estiverem em terra, salvos.

Fonte: http://nanicatarino.blogspot.com

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 215 outros seguidores